Sequência

por Cora Coralina

Dormir, acordar.
lutar; lutar sempre,
sempre assim, até o fim.

A rotina da vida
vai passando,
vai rolando,
empurrando sempre,
sempre para a frente.

Impassível o tempo
que se espera.
Contra o tempo que exaspera,
desespera.
E vai passando aceitando
inexorável, inflexível:
O vai-vem da vida,
a sequência dos dias,
o cotidiano das horas,
a fuga dos minutos,
a eternidade de um segundo.

A vida se esvai
no atropelo das gerações,
na corrente dos anos,
na ânsia dos impossíveis:
Removendo pedras,
cavando trincheiras,
construindo os caminhos do futuro.

Coralina, C. (2014). Meu livro de cordel. São Paulo: Global. (Obra originalmente publicada em 1976).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s